museu casa lacerda

localização

Lapa - Paraná

projeto

2019

area construida

600m²

arquitetura

francisco rivas

guilherme figueiredo

juliana ayako

rodrigo messina

Sobre:

Concurso Público do Edifício Anexo e Agenciamento Externo do Museu Casa Lacerda.

 

Premissas
Instiga o fato de uma residência privada do século XIX se tranformar em um edifício público, e mais
do que isso, um edifício público de natureza educativa para a valorização do patrimônio cultural. Que
história queremos contar para os que vem depois?


O tempo nos lembra que existe uma porosidade entre o passado e o futuro, o natural e e o cultural, o
público e o privado. Essa porosidade é oportuna e guia as ações para o Edifício Anexo e Agenciamento
Externo do Museu Casa Lacerda.


Agenciamento externo
O agenciamento externo, através do projeto de paisagismo, busca dissolver diferentes situações de
um lote aparentemente fragmentado pelas edificações existentes. O primeiro gesto se da com a continuação
do pergolado existente de forma a compor um eixo estruturante sombreado que articula três
situações que o projeto paisagístico procura potencializar:
- O caráter lúdico dos acessos pela Rua XV de Novembro
- O potencial de gerar encontros do Pátio da Tijoleira
- A condição de permanência da Travessa Lacerda


Edifício Anexo
Para orientar as ações de projeto imaginamos uma reticula modular de 1,5m por 1,5m que, juntamente
com os limites sugeridos pelo edital, guia a estrutura e implantação do Edifício Anexo. Dentro desses
limites, para atender a demanda solicitada é preciso que a construção seja semienterrada e de dois
pavimentos


Em um edifício público, o entendimento dos níveis de privacidade de um projeto é fundamental. Para
isso, organizamos o programa de necessidades em graus de uso público para identificar o controle dos
acessos de cada ambiente e evidenciar uma porosidade maior na transição dos ambientes.
- Os mais públicos estão dispostos no centro do edifício em frente à um pátio interno que proporciona
a ventilação e iluminação natural nas chegadas do edifício.
- Os espaços semipúblicos dão continuidade aos acessos principais de maneira a poderem ou não
serem abertos.
- As áreas privadas e semiprivadas foram dispostas em dois blocos estruturais e infraestruturais e,
sendo assim, garante a intimidade dos espaços e seguem uma linha de prumo que facilita as instalações
hidráulicas e elétricas.


O edifício anexo e o agenciamento externo se complementam e contribuem para a construção do Museu
Casa Lacerda. Um exemplo disso, é a disposição da a cozinha para oficinas de culinária local. Ela
abriga também o fogão a lenha e pode ser aberta em dias comemorativos.


Conclusão
A porosidade que o tempo revela é virtude do projeto. Uma pele de chapa perfurada semitransparente
envolve o pavimento superior e põe em evidencia um chão habitado do pavimento inferior que da continuidade
à materialidade do pátio da tijoleira.


Os valores contemporâneos do projeto estão na ambiguidade: continuar com a materialidade do chão
do pátio original, e se diferir sutilmente da opacidade hermética da Casa Lacerda. Continuar e diferir,
premissa do projeto.